Arquivo mensal: dezembro 2014

A amizade é um amor que…?

Aqui estou eu,queridos leitores,depois de deixar o blog criar poeirinha,voltei para vocês! Quero escrever hoje sobre um tema que está ocupando meus pensamentos já faz um tempo…

Conquistar a amizade de alguém nem sempre é uma coisa fácil…Muitas vezes nos requer tanto tempo quanto uma paixão que cresce silenciosa. Mas quando alcançamos o objetivo de ser próximo de uma pessoa,quando criamos laços verdadeiros,algo especial se cria.

Um compartilhamento que não tem tamanho,uma interpretação de olhares,sorrisos e silêncios.Você pode pensar que parece que estou falando de amor,mas como disse Mário Quintana, “a amizade é um amor que nunca morre”,então,não há nada de errado em dizer que a amizade é esse algo que abrange tantos sentimentos,emoções,e vai além,porque eu nunca saberei o que você e seu amigo,seu verdadeiro amigo,passaram juntos na vida.

Mas será que a amizade é um amor que nunca morre mesmo ? Há quem diga que sim,que a VERDADEIRA amizade nunca morre.Eu também acredito que não morre,não. Porém eu diria que às vezes pode perecer,quase morrer,diante de situações muito difíceis para ambas as partes…

A estrada para a perda de uma afeição é curta,mas dura e sofrida.O quanto machuca ao se perder a intimidade com alguém que antes era tão próximo não se calcula. É uma dor sufocante,um grito no vácuo,que ao mesmo tempo que exprime a angústia,guarda também a saudade e o sofrimento no mais profundo de nossos corações.

Queria poder te dizer que “basta acreditar em Deus que tudo dará certo” e voltará a ser como era antes,mas e se você for ateu,por exemplo ? No meu íntimo,prefiro crer que Deus nos dá o livre-arbítrio,e por isso não cabe a ele julgar se fulano não é mais amigo de ciclano,mas simplesmente cuidar para que cada um possa seguir o caminho que escolher.E por isso falo que mesmo sendo próximo de uma pessoa,temos nossa própria intimidade,segredos e reservas,e cabe a nós “podar” as amizades que não nos acrescentam nada e que apenas causam tristeza e desolação.

O caminho para o coração de alguém é árduo,nem sempre feliz.Quando digo “o caminho para o coração”,não quero dizer tornar-se o mais querido(a) para certa pessoa,mas ser lembrado como alguém que um dia foi um dos mais,senão o mais importante indivíduo na vida desse ser que te esqueceu (ou que você decidiu esquecer).

Como li ontem no facebook: “Não é cuspir no prato que já comeu,mas quem nunca olhou para trás e pensou : Por que eu fiz tanto por alguém que não fez nada por mim ? ” e é ainda pior quando te desconsideram e abandonam depois de estar lá quando ninguém mais esteve… O que eu tenho para falar ao seus olhos pode não ser tão importante quanto a decepção que você está sofrendo,mas é tão relevante quanto: o que o coração lembra,a mente não se esquece.Não tenha medo de acreditar que a amizade é um amor que nunca morre.Ela está sempre lá,mesmo que misturada com tristeza e arrependimento,mesmo que nunca mais se troquem palavras entre pessoas que costumavam ser tão unidas.Morar no coração de alguém é como escrever na alma,é eterno.