Ficha limpa,consciência suja

4 de junho de 2010.Era ratificada a “Lei da Ficha Limpa”,ou Lei Complementar nº 135 de 2010.A nova lei prometia tornar ilegível por oito anos todo candidato que tinha seu mandato cassado ou renunciava para não ser cassado.Na teoria parecia perfeita, e significava claramente um fim de comandantes corruptos no Brasil.Tudo apontava para uma grande reforma na política e no Congresso do nosso país,mas será que isso realmente aconteceu ?

Quando finalmente chegamos ao ano das eleições gerais,a tensão tinha se instalado entre a população e principalmente entre a mídia.Será que alguns candidatos tão famosos seriam realmente barrados,depois de tanto tempo no poder? Seria estarrecedor ver nomes tão influentes politicamente serem \”barrados no baile\”. Porém a lei pareceu não bastar para que o povo brasileiro elegesse novos nomes e caras para representar o nosso Brasil em toda a sua extensão.

Devemos entender que o ato,o direito de votar está intrinsecamente ligado ao sentimentos do povo brasileiro.Votamos em quem parece-nos mais \”bonzinho\” ou \”caridoso\”. Sem querer ser rude ou fria,mas estamos relacionado-nos diretamente com os políticos que elegemos ? Falta à nossa sociedade criar o hábito de pesquisar,investigar com a finalidade de descobrir conhecimentos novos sobre determinado candidato,e não somente deixar-se levar por uma propaganda eleitoral bem montada ou um rostinho bonito.

Todavia é necessário também compreender que vivemos em uma sociedade livre,mas guiada por leis. Temos sim a liberdade de escolher o candidato que queremos,porém dentro dos padrões estabelecidos por essa lei,que é suprema. De nada adianta os políticos honestos esforçarem-se para criarem mais leis como essas se elas não forem aplicadas; e não somente pelo governo,mas principalmente por nós,eleitores,cidadãos cujo poder de eleger está em nossas mãos.

É precária à maior parte do povo brasileiro a imparcialidade na hora de votar,a vontade escolher candidatos propostas que vão beneficiar não só ele mesmo,mas todos os componentes de sua realidade,pensar no todo é algo hoje tão depredado quanto o patrimônio histórico.É preciso que haja não somente uma reforma política,mas também ideológica e cultural,para que a partir destas, todo o país seja beneficiado por esse direito tão importante que temos e não valorizamos : o voto.

Anúncios

Sobre millamartinsp

Dona do blog O Que Tiver Vontade e cantora de chuveiro profissional.

Publicado em 10/24/2014, em Uncategorized. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: